Moinho do Papel

R. da Fábrica do Papel 24, 2400 Leiria, Portugal

Moinho do Papel

Moinho do Papel

Preços

NOTAS:

Crianças até aos 10 anos e cidadãos com deficiência: entrada livre

Escolas: 2º e 3º CEB, secundárias e superiores

Bilhete conjunto de espaços culturais não incluem o Museu de Leiria

Visitas guiadas, oficinas pedagógicas e roteiros
Alunos de escolas do concelho de Leiria: entrada livre;
Alunos de escolas fora do concelho de Leiria: €1 por participante e por sessão;
ATL e outros serviços de ocupações de tempos livres ou idênticos: €2 por participante e por sessão;
ATL e outros serviços de ocupações de tempos livres ou idênticos, fora do concelho de Leiria: €3 por participante e por sessão.

O Município de Leiria reserva-se o direito de efetuar bilheteira com valores diferentes, nos seguintes casos: 

  • momentos de animação cultural/histórica;
  • comemorações de efemérides;
  • encerramento em datas superiormente autorizadas (tolerâncias de ponto)
Horário

Inverno: (1 Outubro a 31 Março)

2.ª a 6.ª feira: 9h30-12h e 14h30-17h

Sábado: 14h às 17h30

Verão (1 Abril a 30 Setembro)

Sábados, domingos e feriados das 9h30 às 18h

Morada
R. da Fábrica do Papel 24, 2400 Leiria, Portugal
Telefone
+351 244 839 672
Email

moinhodopapel@cm-leiria.pt

Moinho do Papel

 

O Moinho do Papel situa-se na antiga Rua da Fábrica, atual Rua Roberto Ivens, na margem esquerda do Rio Lis, próximo do núcleo urbano da cidade, que data do séc. XIII.

É um espaço museológico, ligado à aprendizagem de artes e ofícios tradicionais relacionados com o papel e o cereal e resulta de um projeto de recuperação e reabilitação levado a cabo por uma equipa multidisciplinar (desde o reconhecido Arquiteto Álvaro Siza Vieira aos técnicos do Município), com o objetivo de preservar a memória de artes e ofícios tradicionais inerentes a este património sociocultural, nomeadamente a moagem do cereal (milho, trigo e centeio), o fabrico do azeite e a produção do papel.

Está patente ao público um espaço expositivo do fabrico do cereal e do papel, no edifício do Antigo Moinho do Papel.
Na Sala Multimédia, encontram-se instaladas várias máquinas de impressão desde a mais antiga, manual, até á mais moderna, atual, e ainda pontos de multimédia e equipamentos audiovisuais pioneiros na aplicação museológica nacional.

No Moinho Pequeno, é possível visualizar dois casais de mós que funcionam de forma distinta. Na Sala do Papel, espaço onde funcionaram, sucessivamente, moinhos do cereal, moinho do papel e lagar de azeite, encontram-se dispostos todos os utensílios relacionados com o fabrico tradicional do papel, merecendo particular destaque a prensa, o estendal, a tina Holandesa (utilizada para a moagem do papel através de energia elétrica), a guilhotina e, claro, o papel artesanal. A Sala do Cereal, é um outro espaço destinado à moagem e armazenamento dos cereais, da farinha e de todos os equipamentos necessários à farinação.

A área envolvente do Moinho do Papel constitui uma mais-valia para o bem-estar e acolhimento de quem o visita. A bela paisagem natural, composta pela serenidade do rio em contraste com as quedas de água, bem como a fauna e a flora existentes, permitem o contacto com uma natureza, quase intacta, em pleno coração da cidade. No lado norte do Moinho encontra-se o Jardim Pedagógico, no qual se cultivam plantas relacionadas com o papel (Bétula e Bambu) e o cereal (milho, trigo e centeio).