Castelo de Leiria

Castelo de Leiria, Largo de São Pedro, Leiria, Portugal

Castelo de Leiria

Preços

NOTAS:

Crianças até aos 10 anos e cidadãos com deficiência: entrada livre

Escolas: 2º e 3º CEB, secundárias e superiores

Bilhete conjunto de espaços culturais não incluem o Museu de Leiria

Visitas guiadas, oficinas pedagógicas e roteiros
Alunos de escolas do concelho de Leiria: entrada livre;
Alunos de escolas fora do concelho de Leiria: €1 por participante e por sessão;
ATL e outros serviços de ocupações de tempos livres ou idênticos: €2 por participante e por sessão;
ATL e outros serviços de ocupações de tempos livres ou idênticos, fora do concelho de Leiria: €3 por participante e por sessão.

 

O Município de Leiria reserva-se o direito de efetuar bilheteira com valores diferentes, nos seguintes casos: 

  • momentos de animação cultural/histórica;
  • comemorações de efemérides;
  • encerramento em datas superiormente autorizadas (tolerâncias de ponto)
Horário

2ª feira a Domingo

VERÃO: (1 Abril a 30 Setembro) das 9h30 às 18h30

Inverno: (1 Outubro a 31 Março) das 9h30 às 17h30

Morada
Castelo de Leiria, Largo de São Pedro, Leiria, Portugal
Telefone
+351 244 839 670
Email

castelo@cm-leiria.pt

Castelo de Leiria

 

Castelo medieval, artística e arquitetonicamente representativo das diversas fases de construção e reconstrução desde a sua fundação até ao século XX.

Estruturas que compõem o conjunto arquitetónico: Palácio Real quatrocentista, Torre de Menagem, Igreja de Stª Maria da Pena, espaço da antiga Colegiada, celeiros medievais e muralhas exteriores.

Conquistado aos mouros por D. Afonso Henriques, em 1135, o Castelo viria a ser reconquistado pelos muçulmanos, cinco anos depois, voltando para a mão dos cristãos, novamente, em 1142. Mas as lutas pela sua posse estavam longe de terminar tendo sofrido novo ataque islâmico. Devido a tantas lutas, D. Sancho I resolve reedificá-lo, corria o ano de 1190. Em 1325 D. Dinis manda edificar a Torre de Menagem, que após algumas reformulações é agora um núcleo museológico.

Pensa-se que a Igreja de Nossa Senhora da Pena e os Paços Episcopais tenham também sido construídos por ordem de D. Dinis. Este terá sido o rei que mais tempo passou em Leiria, juntamente com a sua esposa, a Rainha Santa Isabel. Graças a estes reis nasceram muitas das histórias e das lendas que envolvem Leiria.

Vários séculos depois, o Castelo, bem como a cidade, viriam ainda a sofrer danos, com as invasões francesas, ficando quase ao abandono. Valeu o esforço da Liga dos Amigos do Castelo e do famoso arquiteto suíço, Ernesto Korrodi, que ali realizaram obras de recuperação. Numa visita ao Castelo não pode deixar de observar a magnifica vista sobre a cidade de Leiria, a partir da Alcáçova, uma das salas mais bonitas do Castelo de Leiria.

Núcleo Museológico da Torre de Menagem

A musealização do Castelo de Leiria, recorrendo ao objeto, à imagem, ao multimedia e ao texto, tem como objetivo principal “situar o lugar e a função da cidade de Leiria na história de Portugal: mostrar o que ela representa em termos nacionais, para melhor poder medir o significado dos acontecimentos que lhe dizem respeito e que escalonam a sua vida local através dos séculos”.