Curtinhas para todos

Data Hora
Ter 19 Dez
Qui 21 Dez
Para comprar bilhetes clique na sessão desejada
Realizador
Vários
Público
M/6
Duração
51 min
Género
Curtas de animação
Distribuição
Agência da curta-metragem
Ano
2017

Curtinhas para todos

Há filmes que nos fazem sorrir pelas razões mais diversas, seja pelas situações inusitadas que nos despertam o riso, seja pelos temas mais sérios e oníricos que evocam e que tão bem a animação trata. Plasticamente tudo é passível de animar, e animar é dar vida a pequenos recortes, a desenhos no papel, personagens e cenários engendrados e modelados através de  técnicas digitais mais sofisticadas. Importa perceber o quanto nos pode dizer um filme, desde a simples contemplação de um dia, às pequenas grandes lições de vida. 5 pequenos filmes que nos fazem jubilar e pensar no sentido da vida e das relações com o outro.

CAMINHO DOS GIGANTES 
Alois di Leo, Brasil, 2016, ANI,  11’52″‘
Numa floresta de árvores gigantes, Oquirá, uma menina indígena de 6 anos, vai desafiar o seu destino e entender o ciclo da vida.

PASSEIO DE DOMINGO
José Miguel Ribeiro, Portugal·Bélgica·França·Holanda, 2009, ANI, 20′
São capazes de guardar um segredo?… Este domingo vai ser diferente. Nem pomos os pés dentro do carro. A mãe e o pai não vão discutir e nós vamos brincar num jardim de couves gigantes.

O HOMEM DE BOLSO (LE PETIT BONHOMME DE POCHE)
Ana Chubinidze, França 2017, ANI, 7′
Em “O Homem de Bolso”, um homem muito pequeno junta-se a um velhinho cego e, juntos, são imparáveis.

FOI O FIO   
Patrícia Figueiredo, Portugal, 2014, ANI, 5′
Uma mulher novelo, uma velha mulher que passa os dias a olhar pela janela e uma vendedora de roupa caída dos estendais. Todas estão unidas por um fio. As três conduzem as ações de outras personagens e o inevitável destino de uma mulher com o marido às costas.

JUBILEU (JUBILÉ)
Coralie Soudet, Charlotte Piogé, Marion Duvert, Marion El Kadiri, Agathe Marmion, França, 2016, ANI, 7′
A vida não é assim tão calma para o cão real nem para um guarda real.